​​Centro de Apoio Pedagógico oferta cursos na área de Educação Especial

O Centro de Apoio Pedagógico (Cap) para atendimento às pessoas com deficiência visual do Acre (Cap) abre nesta quarta-feira, 04, inscrições para os cursos de Técnicas de Cálculos e Didática do Sorobã, Ledor e Transcritor e ainda para Produção e Adaptação de Material Didático Especializado para Atendimento ao Aluno com deficiência visual.

As formações têm como público prioritário professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE), professores de sala comum da rede pública e mediadores, mas se estende também à comunidade.

As inscrições encerram nesta quinta-feira, dia 5 de abril. Os interessados devem se dirigir até a sede do Cap, em horário comercial, na Rua José Gomes de Freitas, no bairro 7º BEC (ao lado do antigo Barral y Barral).

Para se inscrever em qualquer um dos cursos é necessário apresentar alguns documentos originais e cópias. São eles: identidade (RG), CPF, certificado de conclusão de ensino superior ou médio. Para professores e mediadores é necessário ainda apresentar declaração original da escola que trabalha.

Sorobã – Os cursos têm como meta apoiar o ensino especial público do Acre. Iniciam no próximo dia 16 deste mês e vão até 14 de maio. Todos os três vão funcionar na modalidade presencial e a distância. O de técnicas de cálculos e didática do Sorobã, por exemplo, tem por objetivo fornecer orientações gerais para o aprendizado das técnicas de uso do Sorobã, desenvolvendo atividades práticas de cálculos matemáticos, visando o aprimoramento do atendimento e a inclusão de pessoas cegas e baixa visão, durante o seu processo de escolarização.

Ledor e Transcritor – Já o de Ledor e Transcritor visa oferecer subsídios técnicos para o desempenho desta função, a partir do desenvolvimento de atividades de leitura escuta e gravação de áudio, considerando o ritmo, a pontuação, a tonalidade e a entoação de voz. O de produção e adaptação de material didático busca fornecer subsídios para o aprimoramento do docente, bem como promover o aprendizado da comunidade em geral quanto à produção de materiais didáticos e pedagógicos voltados para a acessibilidade das pessoas com deficiência visual em seu processo de escolarização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *