Balões de gás obscenos provocam briga entre torcedores em clássico sérvio

Considerado um dos clássicos mais violentos do futebol mundial, o “Dérbi Eterno” de Belgrado foi marcado mais uma vez por brigas entre torcedores de Estrela Vermelha e Partizan, no estádio Rajko Mitic, conhecido como Marakana.

A maior confusão do jogo deste sábado, vencido pelo Estrela Vermelha por 2 a 1, começou aos 25 minutos do segundo tempo. A torcida mandante lançou balões de gás em formato de pênis em direção ao camarote onde estavam dirigentes do Partizan. Quando os balões eram levados ao setor destinado aos visitantes, torcedores das duas equipes começaram a brigar em uma região de torcida mista nas cadeiras numeradas.

Jogadores do Estrela Vermelha comemoram vitória no clássico  (Foto: Victor la Regina)Jogadores do Estrela Vermelha comemoram vitória no clássico  (Foto: Victor la Regina)

Jogadores do Estrela Vermelha comemoram vitória no clássico (Foto: Victor la Regina)

Cadeiras e sinalizadores foram lançados até a chegada dos policiais que apartaram os torcedores. O jogo ficou paralisado por cinco minutos por causa da confusão, mas quando a bola voltou a rolar, os policiais ainda tiveram trabalho para separar a briga.

Antes da partida, torcedores de Estrela Vermelha e Partizan já haviam se enfrentado em ruas próximas ao estádio. A polícia agiu rápido e deteve os torcedores, mas não divulgou quantas pessoas foram presas após o conflito.

Different Manners@diferentmanners

Riots before Belgrade Derby,Red Star vs Partizan 14/04/2018

O Clássico Eterno, como é chamado, foi válido pela primeira rodada da fase final do Campeonato Sérvio, na qual os oito times mais bem colocados nas primeiras 30 rodadas se enfrentam novamente.

Com a vitória, o Estrela Vermelha abriu nove pontos de vantagem em relação ao Partizan. Os gols do time alvirrubro foram marcados ainda no primeiro tempo por Radonjic, aos 17 minutos, e Pesic, aos 21. Os alvinegros descontaram no apagar das luzes, aos 46 do segundo tempo, em pênalti convertido por Ozegovic.

Post Author: Fabiano Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *