URGENTE: rim é levado para fora do estado do Acre

 

O representante da Associação dos Pacientes Renais Crônicos e Transplantados no Acre (Apartac),  Vanderli Ferreira da Silva, procurou a reportagem do ContilNet mais uma vez, para denunciar que pacientes que precisam de transplante de rins no estado estão morrendo na fila de espera pela simples falta de medicamentos, o setor de nefrologia do Hospital das Clínicas, segundo denúncia, está inoperante e não há médicos na especialidade para realizar os procedimentos.

“Mais um rim doado por uma família acreana foi parar fora do estado porque o setor de transplante no Acre está paralisado. Falta o medicamento thymoglobulina, necessário durante o procedimento de transplante. O setor de nefrologia também está desabilidade e sequer há condições de atendimento ambulatorial. Para piorar, não há médicos nefrologistas para realizar a cirurgias”, reclama Vanderli.

O rim doado por uma família que preferiu não ter o seu nome divulgado na reportagem, foi levado para um outro paciente na capital federal em Brasília.

“Temos mais de 30 pacientes na fila de espera. Uma fila agonizante. Uma fila da morte.  Falta de compromisso do governo com a vida do ser humano. Essa não é a primeira vez que que perdemos um rim ou outros órgãos por falta de estrutura. Um governo que se diz médico deixar isso acontecer é muito triste”, lamenta Vanderlí.

Que precariedade é essa minha gente?!

Post Author: Fabiano Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *