Evidências de sacrifícios humanos e civilização perdida são encontradas em uma pirâmide enorme na China

Um grupo de arqueólogos está desvendando os segredos de uma cidade perdida milenar na China. O local abriga uma pirâmide de 70 metros de altura e 24 hectares de base. Segundo especialistas, a descoberta pode reescrever a história chinesa.

Atualmente, arqueólogos chamam as ruínas de “Shimao”, mas o nome original da cidade de 4300 anos é desconhecido. A gigantesca pirâmide é decorada com símbolos representando olhos e figuras híbridas entre animais e humanos. Em um artigo divulgado na publicação Antiquity, os pesquisadores sugerem que esses desenhos tinham caráter religioso.

Um grupo de arqueólogos está desvendando os segredos de uma cidade perdida milenar na China. O local abriga uma pirâmide de 70 metros de altura e 24 hectares de base. Segundo especialistas, a descoberta pode reescrever a história chinesa.

Atualmente, arqueólogos chamam as ruínas de “Shimao”, mas o nome original da cidade de 4300 anos é desconhecido. A gigantesca pirâmide é decorada com símbolos representando olhos e figuras híbridas entre animais e humanos. Em um artigo divulgado na publicação Antiquity, os pesquisadores sugerem que esses desenhos tinham caráter religioso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *