Fisioterapeuta, sono e trabalho no avião: como o Flamengo trabalha para contar com Paquetá e Cuéllar na semi

O Flamengo fez de tudo para adiar o primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, contra o Corinthians. Sem sucesso, teve que se mobilizar internamente para ter à disposição dois de seus principais jogadores: Lucas Paquetá e Cuéllar. Em parceria com o Cruzeiro, fretou um avião para trazer a dupla e o zagueiro Dedé – a equipe mineira enfrentará o Palmeiras na outra semi da Copa do Brasil.

Mas em que condições os jogadores vão se apresentar? Eles terão condições de iniciar a partida contra o Corinthians? Qual será a logística? Algumas dessas perguntas ainda não têm resposta exata. O Flamengo trabalha para minimizar o desgaste e tê-los na melhor condição possível na noite de quarta-feira, no Maracanã. O fisioterapeuta Fred Manhães embarcou na noite desta segunda para acompanhar os atletas no trajeto de volta.

Como será a volta?

A aeronave pegará primeiro Cuéllar, em Nova Jersey, local do amistoso da Colômbia contra a Argentina. Na sexta, os colombianos venceram a Venezuela em Miami, mas o volante ficou no banco de reservas durante os 90 minutos.

Em seguida, o avião pegará Paquetá e Dedé em Washington, local do amistoso da Seleção contra El Salvador. O camisa 11 do Flamengo participou de 20 minutos da vitória sobre os EUA, na última sexta, mas a expectativa é que ele ganhe mais tempo em campo nesta terça. A duração do voo será de aproximadamente 10 horas. A previsão é que os jogadores cheguem ao Rio de Janeiro por volta de 11h, na quarta-feira. O jogo será 21h45.

Trabalho e descanso no avião

Para minimizar o desgaste, o fisioterapeuta Fred Manhães embarcou na noite de segunda para Washington. O objetivo é acelerar todo o processo de reparo da musculatura, de modo que ela possa estar apta a ser estimulada novamente o quanto antes. O trabalho, na volta, começará após Paquetá embarcar, em Washington.

– Levarei todos os equipamentos que o Flamengo dispõe, e que usamos sempre no pós-jogo, como botas compressivas, aparatos de uso miofascial e aparelhos de eletroterapia. No avião, farei a divisão de uso das sessões de tratamento de modo que os atletas também durmam durante o voo, pois o sono também é reparador importante – comentou o fisioterapeuta.

Cuéllar não entrou em campo contra a Venezuela, na última sexta. Nesta terça, Colômbia enfrenta a Argentina, em Nova Jersey (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Cuéllar não entrou em campo contra a Venezuela, na última sexta. Nesta terça, Colômbia enfrenta a Argentina, em Nova Jersey (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

Como será a decisão sobre o aproveitamento da dupla?

Apesar de todo investimento e trabalho que o Flamengo está tendo para ter a dupla à disposição, é impossível afirmar se eles começarão jogando ou ficarão no banco. Paquetá e Cuéllar desembarcam no fim da manhã de quarta no Rio de Janeiro e seguem direto para o Ninho do Urubu, local da concentração rubro-negra. No CT, eles serão reavaliados.

– Não adianta fazer apenas o trabalho no avião e dizer que estão recuperados. Seria irresponsável de nossa parte. A ideia é avaliar, realizar exames e ver se eles têm condições de atuar em bom nível. Então, obviamente, só jogarão se realmente puderem – disse o chefe do departamento médico rubro-negro, Márcio Tannure.

Não será a primeira vez

O Flamengo já viveu situação semelhante. Em 2016, o clube se mobilizou para trazer Guerrero do Uruguai a Brasília. O atacante chegou horas antes e atuou no clássico diante do Vasco, pelo Campeonato Carioca, mesmo tendo jogado na véspera pela seleção peruana, nas eliminatórias da Copa. Ele atuou 90 minutos pelo Rubro-Negro na ocasião.

– O Guerrero recebeu os mesmos cuidados quando chegou ao hotel. Realizou todas as avaliações, exames e trabalho de recuperação. Foi tudo bem, e mostrou que fizemos o processo da maneira correta. A ideia é que ocorra novamente, mas cada atleta tem um tempo de recuperação diferente por conta do metabolismo, dentre outras coisas. Cada caso é um caso, são distâncias diferentes, treinamentos diferentes, minutagem de jogo. Vamos procurar fazer o melhor, como sempre fizemos – completou Tannure.

Post Author: Fabiano Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *