Acre está entre 6 piores em relação a saneamento básico

Dados divulgados pelo Instituto Trata Brasil este ano apontam que o Acre é o 6º pior estado do país com relação a saneamento básico. De acordo com a pesquisa, as regiões norte e nordeste apresentaram os piores índices. No norte, apenas 10,24% da população tem acesso a esgoto e 46% desse total recebe o tratamento adequado do esgoto.

Na capital acreana não poderia ser diferente, já que o esgoto de toda Rio Branco é escoado diretamente no Rio Acre, única fonte de abastecimento de água potável da população.

Durante entrevista a uma emissora de TV local, o diretor de Operações do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) reconheceu que ainda há o que avançar no que diz respeito ao saneamento nos bairros de Rio Branco. “Com relação ao esgoto, tem muita rede implantada, mas o sistema, às vezes, não está em operação por problemas técnicos ou executivos”, afirma Vinícius Otsubo.

De acordo com o Depasa, o órgão irá trabalhar para colocar as redes de tratamento de esgoto em funcionamento, focando também no combate ao desperdício de água. “Hoje, captamos água suficiente para abastecer a população. Então, temos que trabalhar no combate ao desperdício”, diz.

A pesquisa ainda mostra que somente 57,49% da população do Norte do país recebe água tratada, mas 55% desse total é desperdiçado pelos próprios consumidores. Pensando nisso, o Depasa pretende lançar uma programação voltada ao combate ao desperdício e controle de consumo de água no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *