Festival Brasil Sabor: 16 restaurantes da capital irão participar do evento

Com a proposta de valorizar a gastronomia brasileira, estimulando os restaurantes a criarem novas receitas utilizando técnicas de preparo e ingredientes locais, será realizado o Festival Brasil Sabor.

Em 2019, o Festival chega a 14ª edição, mantendo como tema a campanha Original do Brasil. Entre os dias 16 de maio e 2 de junho, centenas de restaurantes irão aproveitar a oportunidade para atrair e fidelizar a clientela, e também para ouvir a opinião do público.

Um dos pratos inclui pirarucu grelhado ao molho de açaí e purê de tapioca (Foto: Divulgação)

De acordo com o presidente da Abrasel no Acre (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), Paulo Brum, cada restaurante teve que criar uma receita típica da região Norte para poder participar do festival. “Um dos diferencias do Festival é o fato de não podermos usar pratos do cardápio, temos que inovar e criar um novo prato”.

Os pratos criados, exclusivamente, para o Festival, serão vendidos, durante o período do Brasil Sabor, por 30% a menos que o valor original.

O evento será realizado, simultaneamente, em todos os estados e no Distrito Federal. Em Rio Branco, 16 restaurantes irão participar do Festival: La Cave, Pão de Queijo, Natto, Deck Tratoria e Deck Sushi, Jannu’s, Talheres, Point do Pato, Freguesia (Tropical e do Shopping), Jarude, Mata Nativa, Manto Verde,  Alecrim, Divino Fogão e Afa Bistrô.

Os estabelecimentos participantes são credenciados junto à Abrasel. A secretária de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Eliane Sinhasique, destaca que o fortalecimento da Abrasel reflete na possibilidade de fortalecimento do setor, viabilizando compras coletivas e a questão da profissionalização das equipes.

“Temos bons restaurantes, precisamos viabilizar mecanismos que deem maior rentabilidade na execução dos serviços que são oferecidos à população e aos turistas que visitam nosso estado. A realização do Festival em Rio Branco é importante para fortalecer a gastronomia, divulgar os produtos regionais e movimentar os empreendimentos do ramo alimentício”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *